Nasce pintinho com quatro patas em Baixa Grande, município no interior da Bahia

Nasce pintinho com quatro patas em Baixa Grande, município no interior da Bahia

As duas patinhas sobressalentes ficam na parte traseira do corpo da ave, com apenas um dia de nascida, anda com dificuldade, porem pode normalizar o andado nos próximos dias.

O casal de agricultores, Ivan e Cida Guimarães, moram no Sítio Guimarães, na Casa Vicente, região do Novo Sítio, zona rural de Baixa Grande – BA. Além de dedicar nas atividades da Agricultura Familiar, juntamente com seus dois filhos, dedicam na criação de galinhas, em uma antiga casa de farinha, eles transformam em berçário de suas aves, as aves são divididas por idade.

No local encontra uma Chocadeira com capacidade de 280 ovos, na sexta-feira, dia 2 de fevereiro de 2024, uma remessa de pintinho começaram nascer, um dele, em uma situação inusitada, a ave nasceu com 4 patas, sendo duas no local normal, e duas saindo de uma só cocha na parte traseira do pintinho.

Reportagem em Vídeo

Cida ficou admirada com a situação inusitadas, sendo a primeira vez que ela viu. Em uma pesquisa na Internet encontramos casos semelhantes, considerados raros, os poucos casos, viraram notícias em grande meios de comunicação.

Ivan pretende criar o pintinho como mascote do Sítio, já estuda qual nome será dado a ave, devido a maneira com que ele se apoio, pretende chamar de triciclo.

Nossa reportagem procurou a Médica Veterinária Jacione Bastos, ela conta que essas anomalias são raras, porem pode ocorrer em aves bem como em outros animais, normalmente, isto ocorre devido a consanguinidade, o cruzamento dos membros da mesma família, podendo levar a má formação e apresentação de doenças.

Sobre a sobrevivência da ave, ela conta que devido ter nascida agora, não dá para afirmar se vai sobreviver ou não, depende se má formação interfere em seu organizo, Jacione frisa a importância de separar a ave das demais, evitando que as outras ataque.

Ivan nasceu em Baixa Grande, sua esposa é da Paraíba, ambos se conheceram no Rio de Janeiro, tiveram dois filhos, há 4 anos, retornou a sua terra, para ele, quem tem pequena propriedade, é mais vantajoso criar galinha do que gado, entre os motivos, as longas estiagens que corre no nordeste, não interfere na criação, uma vez que as mesmas consomem pouco alimento e pouca água.

www.catureba.com.br
Por: Ediomário Catureba – DRT 8484-BA

Ediomário Catureba | DRT 8484-BA

Comunicador, responsável pelos sites www.catureba.com.br e www.baixagrande.net
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial