A semana inicia com o preço dos combustíveis em alta

A semana inicia com o preço dos combustíveis em alta
Após anúncio de elevação de preços pela Petrobras, a única exceção de menores preços acontece com GNV

A Petrobras anunciou na última semana a decisão em aumentar o preço da gasolina e do óleo diesel, em vista dos maiores preços praticados do barril do petróleo no exterior, segundo a petroleira.

Os preços da gasolina comum e aditivada iniciaram a semana em alta, de 2,15% e 1,90%, respectivamente.

No país, a gasolina comum é comercializada em média a R$5,65/litro e a gasolina aditivada a R$5,80.

O preço médio mínimo de comercialização da gasolina comum ocorre em São Paulo, em Cosmópolis e São José dos Campos, e em Minas Gerais, em Varginha e Betim. As cidades registram a média de R$5,00/litro na comercialização.

A cidade com média mais cara para a comercialização da gasolina comum é Tefé, no estado do Amazonas, que comercializa o combustível a R$7,60 em postos de bandeira branca e Atem’s.

Os preços do óleo diesel comum e S10 registraram aumento nesta semana, de 7,60% e 8,30%, respectivamente. Estes foram os combustíveis com maior aumento de preços após a decisão da Petrobras. Os municípios de Lorena, em São Paulo, e de Resende, no Rio de Janeiro, registram o menor preço médio do óleo diesel, a R$4,60. O óleo diesel S10 mais barato é comercializado em Pinhais, no Paraná, e em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, que comercializam o combustível a R$4,80 e R$4,90, respectivamente.

O etanol hidratado teve alta de 0,60%.

O etanol médio mais barato do país é comercializado em Araçatuba, Jales, Presidente Prudente e Franca, em São Paulo, a R$3,00, em postos de combustíveis de bandeira Vibra, Ipiranga e branca.

O etanol mais caro do Brasil é comercializado em Bagé, no Rio Grande do Sul, a R$6,30, em posto de combustível de bandeira Ipiranga.

Já o gás veicular foi o único combustível que registrou queda de preços esta semana, em 0,20%. A média de comercialização deste combustível no Brasil foi de R$4,40/m³.

O gás veicular mais barato do país é comercializado em Pernambuco, em que diversas cidades o comercializam a R$3,40, pela segunda semana consecutiva e mesmo com o aumento de preços praticado pela Petrobras. Algumas dessas cidades são Goiana, Igarassu, Olinda, Paulista, Recife e Vitória de Santo Antão.

O GLP, ou gás de cozinha, teve preço médio de revenda de aproximadamente R$101,20 no Brasil. O aumento foi de 0,20% em relação à semana anterior. Garanhuns e Lajedo, em Pernambuco, foram as cidades com o menor preço médio de comercialização de gás de cozinha do país, a R$75,00.

De modo geral, o estado mais barato para comercialização de combustíveis é Pernambuco, seguido por Alagoas e Rio de Janeiro. O estado mais caro para a comercialização de combustíveis é o Tocantins, seguido por Roraima e Acre.

A região brasileira que regista o maior preço de combustíveis foi o Norte do país, seguido pelo Centro-Oeste e Sul. Em seguida, estão Nordeste e, por fim, a região Sudeste, que tem a média mais baixa de combustíveis do país.

Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, a ANP.

Fonte: Brasil 61

Ediomário Catureba | DRT 8484-BA

Comunicador, responsável pelos sites www.catureba.com.br e www.baixagrande.net
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial