Sessão para eleição dos membros da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Mairi ficou indefinida

Sessão para eleição dos membros da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Mairi ficou indefinida

Na noite desta quinta-feira, 22 de dezembro de 2022, aconteceu a sessão para eleição dos membros da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Mairi-BA.

Compareceram 10 vereadores, sendo 6 da situação e 4 da oposição. A sessão aconteceu com a ausência do vereador Roque da Luz, da situação.

Na primeira votação, para o cargo de presidente, os vereadores Pororó e Rogério empataram, com 5 votos cada. Para vice-presidente, o vereador Luiz teve 10 votos.

Para primeiro secretário o vereador Edivan teve 05 votos e o vereador Taunay Rios 05 votos. Para segundo secretário, as vereadoras Eliete e Suely empataram com 05 votos cada.

Nesse contexto e, seguindo o art. 19 do regimento interno, houve uma segunda votação para os cargos de presidente, primeiro e segundo secretários, uma vez que para vice-presidente, o vereador Luiz já teria sido eleito.

Na segunda votação, para presidente, Eliete teve 5 votos e Pororó também 5 votos. Roque e Edivan também 05 votos para primeiro secretário. Eliete e Ernando 05 votos para segundo secretário.

Segundo o vereador Alan, se deu o problema regimental. A vereadora Eliete teria sido eleita, ao mesmo tempo para dois cargos na mesa diretora: presidente e segunda secretária.

Ainda segundo ele, um mesmo vereador não pode ser eleito para ocupar dois cargos na mesa diretora e, o regimento da Câmara diz no seu art. 221 que todos os casos omissos, como este, serão decididos pelo voto da maioria absolutas dos membros da Câmara. Maioria absoluta são 06 votos dos 11 membros.

“Como não se percebeu essa maioria absoluta e, na segunda votação para os cargos de presidente e segundo secretário, uma mesma vereadora teria sido eleita, o que é vedado (um vereador não pode ser eleito pra duas funções da mesa diretora), o presidente Luiz, seguindo o regimento interno da casa, tornou nula a eleição para esses dois respectivos cargos, onde posteriormente ele, convocará nova eleição”, disse Alan.

“Outro problema ocorreu na segunda votação para primeiro secretário: O vereador Edvan teve 05 votos juntamente o vereador Roque. Todavia, o vereador Roque não estava presente e nem a ata assinou, sendo contestada a sua eleição”, completou.

Ao final, o vereador Luiz do Angico disse que anunciará uma nova data para eleição dos cargos da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Mairi, para o biênio 2023/2024.

Nas redes sociais, o vereador Tadeu Pacheco disse:

Hoje foi cômico, pra não dizer ridículo!!!

No afã do desespero, o vereador José Alan, líder do atual governo, montou uma estratégia desastrosa, e perdeu as estribeiras quando foi derrotado. O resultado foi o seguinte: Eliete 5 votos, Pororó também 5 votos para presidente. O fator idade é determinante para sagrar o vencedor.  E foi o aconteceu: Eliete é a nova e possivelmente primeira presidenta da Câmara Municipal de Vereadores de Mairi-BA.

Inconformado, o Vereador José Alan, por ter instruído sua base a votar em dona Eliete para a segunda secretaria, pede ao presidente Luiz do Angico para, sem base regimental nenhuma, parar a sessão e anular a votação, alegando que ela não pode assumir dois cargos ao mesmo tempo. Ora!!! A disputa principal é para o cargo de presidente.

Definitivamente foi um verdadeiro espetáculo de horror. Os derrotados não se conformaram com a derrota e tentam, sem argumentos plausíveis, anular um processo legal.

Vamos ver quais argumentos eles apresentarão à justiça para tentar impugnar o resultado das eleições para a nova mesa diretora da Câmara Municipal de Vereadores de Mairi-BA.

Veja o resumo da eleição no vídeo abaixo.

Fonte: www.agmarrios.com.br

Ediomário Catureba | DRT 8484-BA

Comunicador, responsável pelos sites www.catureba.com.br e www.baixagrande.net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial