Cooperativa que trabalha com derivados da mandioca em Jacobina deve ampliar produção

Cooperativa que trabalha com derivados da mandioca em Jacobina deve ampliar produção

Para fortalecer os grupos que atuam com o processamento de derivados da mandioca e quintais produtivos, de município dos Territórios de Identidade Piemonte da Diamantina e Bacia do Jacuípe, foi assinado, nesta quinta-feira (13), um convênio entre o Estado da Bahia e a Cooperativa Agropecuária da Rede de Mulheres e Jovens da Agricultura Familiar do Semiárido (Coomafs), localizada em Jacobina.

Por meio do projeto Pró-Semiárido, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), serão destinados recursos da ordem de R$ 462,5 para a cooperativa.

O investimento vai contribuir com a identidade visual da cooperativa, além de possibilitar a aquisição de equipamentos para a produção, exposição e padronização dos produtos, e equipamentos para o setor administrativo. Também serão realizadas capacitações voltadas para o cooperativismo, manejo e produção.

A cooperativa trabalha com produtos derivados da mandioca como bolos, pães, beijus, biscoitos, avoador, salgados e pizzas; bananas chips, geleias, temperos, geladinhos e picolés, cocadas de côco e de licuri e licor.

Segundo a presidente da Coomafs, Aline Silva de Jesus, o convênio será de extrema relevância para a sustentabilidade da rede Semiárido Forte. “Vamos ampliar o campo da comercialização, abrangendo os mercados convencionais e institucionais, contribuindo na autonomia econômica e financeira de nós agricultores”.

Assessoria de Comunicação SDR/CAR

Ediomário Catureba | DRT 8484-BA

Comunicador, responsável pelos sites www.catureba.com.br e www.baixagrande.net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial