Plantio de 1000 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, durante evento que contou com alunos, voluntários e autoridades, deu vida ao Bosque

Plantio de 1000 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, durante evento que contou com alunos, voluntários e autoridades, deu vida ao Bosque

Jundiaí (SP), outubro de 2022 — “Eu vou crescer e ver o Bosque da Fonte crescer junto comigo. Daqui a alguns anos vou trazer meus filhos e poder dizer que fiz parte disso”. Aparecida Emilly Menezes dos Santos, de 13 anos, aluna da Casa da Fonte, conta emocionada como foi fazer parte do projeto que plantou 1000 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica no último sábado, dia 08, na sede da entidade jundiaiense.

 Para a diretora da Casa da Fonte, Cristina Castilho, envolver cada vez mais os jovens e as crianças com o meio ambiente traz uma importante reflexão sobre o futuro que eles querem. “Torná-los parte do processo de construção do Bosque da Fonte cria um olhar mais profundo sobre os cuidados que devemos ter com a flora e a fauna. A partir de agora eles serão responsáveis, também, por cuidar desse espaço”, afirma.

 Com esse mesmo objetivo, antes do plantio, realizado por mais de 250 pessoas, entre alunos, voluntários, apoiadores e autoridades, as crianças aprenderam sobre ecologia, espécies de árvores, meio ambiente. “As nossas novas árvores do Bosque estão com plaquinhas com o nome de cada um que plantou aquela muda. As crianças estarão ali, com a marca da sua participação neste lindo momento registrada para sempre”, reflete Cristina.

 É por isso que Aparecida ficou ainda mais animada. “Eu sei onde plantei e está ali, marcado com meu nome. Eu me sinto ainda mais parte disso”, celebra.

Importância do projeto — Cristina Castilho enfatiza que a partir de vivências como esta é possível formar adultos mais conscientes da importância da preservação do meio ambiente, tão importante para nossa vida. “Esse evento ficará para sempre na memória pela sua relevância e pelo seu significado para cada um que fez parte dele”, pontua ela, que destaca a importância do apoio técnico dos parceiros para o plantio.

Lívia Baldo, gerente da Tera Ambiental, considera o estímulo e promoção ao plantio de árvores entre jovens uma ação de extrema importância por seu impacto positivo não apenas para a instituição beneficiada, mas para toda a sociedade. “O Bosque crescerá com essas crianças e adolescentes, proporcionando sua maior interação com a natureza. Além disso, as árvores melhorarão a qualidade visual do ambiente, promovendo mais conforto e bem-estar para todos, que aproveitarão ao máximo os benefícios oferecidos pela natureza”.

José Antonio Parimoschi, gestor da Unidade de Gestão de Governo e Finanças da Prefeitura de Jundiaí, acompanhou a iniciativa e participou do plantio, destacando sua importância para o município. “A iniciativa da Casa da Fonte de plantar mil árvores está totalmente alinhada com a política ambiental e de redução de carbono de Jundiaí. Isso impacta diretamente na qualidade de vida dos moradores. A propósito, o plano de bairro aprovado recentemente para o Vetor Oeste contempla ações de longo prazo, com a revitalização dos espaços urbanos e a ampliação da proteção ambiental, além daquelas ações destinadas para o desenvolvimento integral das nossas crianças. Uma cidade boa para as crianças é boa para todos“, comenta o gestor.

Representando a DAE, o diretor presidente da DAE Jundiaí, Walter da Costa e Silva Filho, também esteve no evento. “Para a DAE, participar do Bosque da Fonte e poder contribuir com uma iniciativa que envolve crianças é fazer parte da história de preservação ambiental na nossa cidade. Além do plantio, nossa equipe deu aulas sobre ecologia e meio ambiente. Ações como esta são importantes para garantir que este conhecimento seja multiplicado”, avalia.

A iniciativa teve o apoio da Companhia Saneamento de Jundiaí (CSJ), DAE Jundiaí, Fábrica de Árvores, Regen Ecossistemas, Stihl, Instituto Olinto Marques de Paulo e Tera Ambiental, esta última fornecedora dos fertilizantes orgânicos para preparo do solo. O projeto paisagístico é de Nik Sabey.

Sobre Casa da Fonte

A Casa da Fonte é uma associação socioeducacional sem fins lucrativos que tem como mantenedora a Companhia Saneamento de Jundiaí e que recebe diariamente crianças e adolescentes no contraturno escolar com atividades diferenciadas, para a ampliação dos seus horizontes. Jovens e adultos também são assistidos em cursos semiprofissionalizantes e de geração de renda, que visam a ampliação do orçamento doméstico.

As escolas Cleo Nogueira Barbosa, Ivo de Bona, Dom Joaquim Justino Carreira e Alessandra Cristina Rodrigues Pezzato e o CECE José De Marchi, com um total de 4.674 alunos, e o Centro Comunitário São Francisco de Assis da Cáritas Diocesana também são apoiados pela Companhia Saneamento de Jundiaí.

Sobre a Tera Ambiental

Empresa especializada na valorização de resíduos orgânicos líquidos e sólidos, por meio de soluções ambientais, como o tratamento de efluentes e compostagem termofílica, oferecendo alternativas seguras e eficazes de transformação de resíduos, antes indesejados, em novos produtos de qualidade e valor ambiental, com a produção de fertilizante orgânico composto destinado à agricultura. Com experiência operacional adquirida desde 1999 e atendendo clientes dos mais variados setores, sua conduta está ligada diretamente à responsabilidade ambiental, priorizando a integridade, criatividade e excelência em todas as atividades.

Fonte: www.viveiros.com.br

Ediomário Catureba | DRT 8484-BA

Comunicador, responsável pelos sites www.catureba.com.br e www.baixagrande.net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial